O Retorno de Jedi

Apesar do título, o post não vai falar de Guerra nas Estrelas. É só pra comentar alguns fatos ocorridos recentemente:

– Ataliba Teixeira de Castilho foi entrevistado por uma TV universitária, da UNIVESP. O vídeo está ali em cima.

– Antônio Gois, que pesquisou, apresenta dados de pesquisas que mostram que “Mesmo falantes cultos não seguem a norma padrão

No site do MEC, há um conjunto de artigos de vários autores, alguns já linkados aqui, mas felizmente reunidos agora no portal do ministério.

– O CQC de ontem cometeu a estupidez de falar do assunto e o que conseguiu foi apenas repetir as mesmas idiotices, Felipe Andreoli entrevistou Juca Kfouri, pego meio de surpresa (isso quer dizer que Felipe estava em Higienópolis, área nobre de São Paulo, e provavelmente em uma escola de elite, claro), ele deveria ter recomendado ao Felipe o que ele mesmo fez, entrevistar o Sírio Possenti, ou mesmo dar um pulo até a USP e falar com quem entende do assunto;

Reinaldo Azevedo, o iluminista, com sua elegância e humor sutil, se recusa a admitir que está errado, pelo contrário, continua atacando o livro, o governo, Marcos Bagno e o MEC. Normal, arrogantes nunca admitem tal coisa;

– Tô meio cansado dessa história toda, que parece só mais um ardil dos conservadores para atacarem o governo. Não que ele não deva ser criticado, só que pelo erros que de fato comete, não pelas coisas positivas.

Juca entrevista Sírio Possenti

O programa é de 2007, mas vale (e muito) a pena dar uma olhada. Principalmente os desavisados, que acham que sabem tudo sobre como funcionam as línguas humanas, ou o português brasileiro e como ele deve ser ensinado.

O prof. Antônio Carlos Xavier (UFPE) também escreveu um texto no seu blogue comentando as declarações de um jornalista, Merval Pereira, mostrando que estão equivocadas.

O senador Paulo Bauer (PSDB-SC) propõe que o MEC recolha o livro didático. Só pra constar, o senador é formado em administração de empresas e ciências contábeis e foi secretário estadual da educação de SC (um dos estados em que o professor recebe um dos piores salários do país e que se recusa agora a pagar o piso nacional). Deve conhecer tanto de educação que nunca leu os parâmetros curriculares nacionais ou estaduais.