Novelas e escolhas duvidosas

Nessa semana, na quinta-feira, nos episódios de Sangue Bom e Amor à Vida vi duas cenas que me chamaram a atenção. Não essencialmente pelas cenas em si, mas pela trilha sonora, que posta nas cenas dá outra carga de significação. Um exercício que deveríamos fazer é o seguinte: se conseguíssemos retirar a trilha sonoras daquelas cenas, como as interpretaríamos?

Cena 1, Sangue Bom: Tito é um filhinho de papai, boçal, arrogante, bombadão. Na casa desse fulano tem uma empregada doméstica, Sheila, negra, jovem, bonita, que tem sonhos e ambições. Certa cena nos mostra a garota estudando na cozinha do trabalho. Ele pergunta por que ela está estudando. Ao que ela responde: “Não quero ser doméstica o resto da vida”. Ele caçoa dela e diz que ela é mal agradecida, afinal tem um emprego, isso deveria ser suficiente para ele. Em seguida diz que ela deve lhe levar água antes de ir embora. Corta. Outras cenas acontecem. Corta. Agora a empregada está indo embora, a outra lhe diz para levar a água se não quiser ser demitida. A moça não parece confortável com isso, mas pega o copo de água e leva ao quarto do playboy, que está lá malhando, sem camisa, e todo suado. Ele passa a chave na porta e agarra a empregada. Diz que gosta de vestibulandas. A expressão facial da personagem tem tudo pra ser uma cena de assédio sexual ou um estupro. Advinha que tipo de música é colocada por cima de uma cena dessas? Uma musiquinha feliz! A cena, que estava me causando um desconforto (na verdade o desconforto foi ainda maior depois que a música começou a tocar), ganhou outro matiz de significado: a mulher estava gostando de ser assediada sexualmente pelo patrão bonitão e musculoso! (mesmo que sua cara não mostrasse isso).

Cena 2, Amor à vida: é a cena que se segue à descoberta da homossexualidade de Félix (Mateus Solano) por sua esposa Edith (Bárbara Paz) . É uma cena que me causou desconforto também. A interpretação do Mateus é afetada, caricata, é difícil saber quando ele está sendo sincero ou irônico. De qualquer forma, na tensão toda daquela discussão, “sim eu sou homossexual”, ela dizendo “eu vou largar você”, ele tenta argumentar para que ela não o deixe. Um dos argumentos é que ele aprendeu a gostar dela, inclusive sentido prazer em estar com ela. Ele a abraça. Qual é a música que toda? Uma música de romance! (Vejam, que casal bonito!) Só que a expressão facial que o Mateus faz não tem nada de romântica! Como se fosse para deixar claro que o que ele disse era tudo mentira, e que ele é de fato, alguém desconfortável com aquela situação, mas que ao mesmo tempo precisa de uma família de fachada.

Talvez eu que seja estranho, mas nunca entendi essa coisa de homem ter que ter “pegada”. Aquela cena, que talvez seja um protótipo desse tipo de atitude, do homem que pega a mulher a força porque se for no papo ela não vai ceder, por mais que ela também queira ter alguma relação com ele. Mas quem garante isso? E o que é pior, qual é a mensagem que isso passa? Que esse é um comportamento socialmente aceitável, homem de verdade é aquele que pega mulheres à força, principalmente em relações de poder desiguais: patrão/empregada. Ela é só uma negra pobre, jamais irá processar o patrão por assédio sexual. Afinal, ela deve ter gostado.

Já a cena de Amor à Vida é uma cena confusa. Ao mesmo tempo em que quer criar um clima de ‘vejam, eles são um casal legal’, também quer mostrar que o Félix não é uma pessoa confiável, é um sujeito que fala uma coisa e sente outra. Nesse sentido, porque essa música de amor? É como se a música apagasse totalmente o clima de tensão criado na cena pela atuação dos atores, como se a intenção fosse: “não confie neles, eles se amam, só não sabem disso”.

O que une as duas cenas é exatamente isso: a música que contradiz o espírito da cena. Vai ver a intenção seja essa mesmo. Ou eu não entendi nada do que vi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s