Nóis mudemo

Muito bom esse texto de Fidêncio Bogo. Quem acha que não existe preconceito linguístico deveria ler.

Dois livros são básicos para que se entenda essa problemática toda em torno da norma culta. Carlos Alberto Faraco e o seu Norma Culta Brasileira (Parábola) e Marcos Bagno com Linguística da Norma (Loyola), esse último uma coletânea de artigos de vários linguistas brasileiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s